Defesa de Palocci tritura Lula: “só falta dizer que não conhecia meu cliente”

O advogado Adriano Bretas, que defende Antonio Palocci, partiu para o contra-ataque tão logo terminou o depoimento do ex-presidente Lula. As informações são da Veja.

Bretas meteu o louco: “Enquanto Palocci mantinha o silêncio, Lula dizia que ele era um homem inteligente. Agora que ele começou a falar verdade, diz que é tudo mentira, que eles se encontravam a cada oito meses. Só falta dizer que não conhecia meu cliente. Pois ele diz que o meu cliente é dissimulado. Dissimulado é ele”.

Durante o interrogatório, Lula fez várias críticas a Palocci, dizendo que ele inventou coisas e que seria “um roteirista da Globo”.

Anúncios

Um comentário sobre “Defesa de Palocci tritura Lula: “só falta dizer que não conhecia meu cliente”

  1. No processo penal o interrogatório pode ser considerado como uma peça de defesa tendo em vista que a presença do acusado perante ao Juiz que o interroga permite que o magistrado baseado na experiência e conhecimentos ate mesmo de psicologia recolha sua impressão sobre a personalidade, e outros elemento da condição pessoal réu que irá influir na hora de decidir a par dos demais elementos produzidos na formação da culpa ou instrução processual. Assim acredito que no caso de Lula, Palocci e demais processados pelos crimes apurados na LAVA JATO, o Juiz Moro já tem bem esclarecido que tipo de pessoas são eles, portanto no atual momento as manifestação dos mesmos não é capaz de alterar absolutamente nada. Já não tem importância alguma o que dizem diante de tudo aquilo que constam nas ações penais que respondem. perante a Justiça Federal ou eventualmente em outro foro da Justiça brasileira.

Deixe uma resposta