Sindicalistas fazem choro após comentários de Doria sobre Banco do Brasil e Caixa

O Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região criticou, em nota à imprensa, nesta terça-feira, 12, a afirmação do prefeito de São Paulo, João Doria, de que o País não precisa de dois bancos públicos, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal.

O tucano afirmou hoje, na saída de um evento sobre infraestrutura na América Latina, que a fusão de ambos evitaria “a sobreposição e o uso político também”.

“Não vejo razão de o Brasil ter dois bancos. Respeitando as duas instituições, podemos avaliar a hipótese de uma fusão sem gerar desemprego, formando um banco de altíssima qualidade, capacitada a atuar desde os programas de financiamento rural e casa própria até os de empréstimo e financiamento ao empreendedorismo”, disse Doria, na ocasião.

Em resposta, o Sindicato que representa os bancários ressaltou, em nota, que a privatização dos bancos públicos não será a ponte para o Brasil sair da crise.

Claro que tudo isso tem um nome: medo de perder a boquinha.

Com informações da Exame.

Anúncios

3 comentários sobre “Sindicalistas fazem choro após comentários de Doria sobre Banco do Brasil e Caixa

  1. Não seria a favor da privatização da caixa se eles ao menos tratassem o cliente com dignidade. Precisar da Caixa Economica para alguma coisa é ser tratado pior que prostituta.

  2. Curioso é que ele não falou em privatizar, mas em fusão dos bancos. O governo continuaria no comando. Dois bancos tornam-se apenas um, mais forte. Claro que devem sair pessoas, mas provavelmente são as pessoas que ganham mais e estão em vias de se aposentar.

    Algo semelhante acontece quando se mencionam estatais, que na verdade são empresas de sociedade mista, tendo ações também nas mãos de particulares e o governo aventando não com a privatização, mas a venda das ações que têm em mãos.

Deixe uma resposta