Santander vai responder na justiça por exposição agressiva em Porto Alegre

A mostra patrocinada pelo Santander em Porto Alegre – encerrada 1 mês antes do previsto – trará más consequências ao banco.

O vereador de Porto Alegre Wambert Di Lorenzo (Pros) e o advogado católico Paulo Fernando Melo, de Brasília, vão entrar com uma ação conjunta por danos morais contra a instituição.

Em nota, o banco se desculpa: “Entendemos que algumas das obras da exposição Queermuseu desrespeitavam símbolos, crenças e pessoas, o que não está em linha com a nossa visão de mundo”.

A informação é do site Coluna Esplanada.

Anúncios

4 comentários sobre “Santander vai responder na justiça por exposição agressiva em Porto Alegre

  1. Que o Santander se ferre, as pessoas cada vez mais deveriam cancelar sua conta neste banco Globalista que defende a teoria Queer que quer propagar a zoofilia, pedofilia e todas as formas de pervesão na nossa sociedade, ofendendo a fé alheia e os principios cristãos. Em um país livre o cidadão tem o direito de coicotar aquilo ofende os seus valores.

Deixe uma resposta