Após demolição do Judiciário, decano do STF pede “investigação imediata”

Depois que o judiciário foi demolido pela divulgação da conversa entre Joesley e Saud, o decano Celso de Mello abriu a sessão do STF dizendo que o povo brasileiro tem “direito a um Judiciário honrado”.

O ministro afirma que já foram enviados à PGR e à PF ofícios exigindo “investigação imediata” sobre os novos áudios da JBS, com prazos bem definidos para início dos trabalhos e apresentação dos resultados. Ele fala em “graves insinuações” nos diálogos.

Para Celso de Mello, não pode ficar “qualquer sombra de dúvida quando à dignidade deste Supremo Tribunal Federal”. Se bem que já é tarde demais para isso.

Anúncios

Deixe uma resposta