Agora que o circo pegou fogo, ministros querem anular acordo de impunidade da JBS

Veja o que informa a jornalista Mônica Bergamo.

“O clima azedou no STF (Supremo Tribunal Federal) em relação à J&F. Pelo menos três ministros defendem o cancelamento imediato da delação premiada da empresa, firmado em maio com o Ministério Público Federal.”

E mais:

“Os magistrados acreditam inclusive que não é necessário esperar por uma iniciativa da PGR (Procuradoria-Geral da República) para que isso seja feito. Basta que algum magistrado da corte levante a questão.”

Isso, é claro, só aconteceu agora, quando as novas revelações dão conta de que boa parte do STF pode estar diretamente envolvida em crimes contra a nação. As gravações de Joesley e Saud são demolidoras por mencionarem nomes de diversos ministros do Supremo.

Anúncios

Deixe uma resposta