Trecho dos áudios apocalípticos: “O cara falou que tem cinco ministros do Supremo na mão”

Em um trecho da longa conversa que teve com o principal acionista do grupo JBS, Joesley Batista, o executivo Ricardo Saud incluiu o Supremo Tribunal Federal. Joesley fala, inicialmente, sobre um certo ‘Eduardo’ e que ‘Renan ficou enlouquecido com o Eduardo’.

“O que você falou com ele?”, indagou Joesley.

Saud emendou:

“Nós chegamos lá, conversamos com ele, ele falou da lei, não sabia tanto da lei, falou que em outubro passou a lei lá, mês de abril começou a Lava Jato. Ah, ele falou dessa lei, o filho da puta me gozando. O Zé tentou me explicar lá, vou ler depois. O cara falou que tem cinco ministros do Supremo na mão dele, inclusive muitos conversado, não é só palavreado não.’

Na avaliação preliminar dos investigadores, porém, esse trecho do diálogo entre Joesley e Ricardo Saud pode não ter consequência. Nesta segunda-feira, 4, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, classificou de ‘indevida’ a menção à Corte máxima, ao comunicar a existência do áudio e a possibilidade de rescisão do acordo de colaboração premiada dos executivos da JBS.

As informações são do Estadão.

Anúncios

Deixe uma resposta