Janot classificou como “indevidas” as menções ao STF na gravação entre Joesley e Saud

As conversas envolvendo Ricardo Saud e Joesley Batista foram revelações bombásticas, especialmente por envolverem figuras do alto escalão do judiciário brasileiro. No entanto, veja o que foi publicado pelo Estadão, com destaques nossos:

Na avaliação preliminar dos investigadores, porém, esse trecho do diálogo entre Joesley e Ricardo Saud pode não ter consequência. Nesta segunda-feira, 4, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, classificou de ‘indevida’ a menção à Corte máxima, ao comunicar a existência do áudio e a possibilidade de rescisão do acordo de colaboração premiada dos executivos da JBS.

Janot está tentando proteger seus comparsas no Supremo? No ano passado ele já havia protegido Dias Toffoli ao anular a delação de Leo Pinheiro.

Anúncios

Deixe uma resposta