Áudio de Joesley prova intenção de criar desestabilização política: “Nós temos que ser a tampa do caixão”

Em um dos trechos da conversa entre Joesley Batista e Ricardo Saud, fica bastante claro que o objetivo de ambos era gerar desestabilização política com a delação. O dono da JBS disse a Saud:

“Por isso que eu quero nós dois 100% alinhado com o Marcelo… nós dois temos que operar o Marcelo direitinho pra chegar no Janot… eu acho… é o que falei com a Fernanda [possivelmente Fernanda Tórtima, advogada]… nós nunca podemos ser o primeiro, nós temos que ser o último, nós temos que ser a tampa do caixão… Fernanda, nós nunca vamos ser quem vai dar o primeiro tiro, nós vamos o último… vai ser que vai bater o prego da tampa”.

Em toda a conversa o que se percebe é que ambos estavam dispostos a forjar informações desde que elas fossem eficientes para conquistar a impunidade e criar caos político e econômico.

Anúncios

Deixe uma resposta