Contra privatizações, presidente de estatal bancou diária de hotel luxuoso com dinheiro público

Antônio Claret de Oliveira, presidente da Infraero, voltou a discordar do plano do governo Michel Temer de privatizar Congonhas e Santos Dumont.

“Na minha visão, precisamos preparar os ativos, enxugar os ativos, abrir capital, valorizar muito a empresa e, em anos, privatizar, se for o caso”, disse ele ao Valor Econômico.

Em agosto, o afilhado do ex-deputado condenado no mensalão Valdemar Costa Neto (PR) fez uma visita de rotina ao Aeroporto de Jacarepaguá, no Rio.

A nota fiscal da diária do hotel da qual ele usufruiu, acompanhado da esposa, em um apartamento com vista para o mar na zona sul, foi obtida pelo site Antagonista. O valor da diária bancada pela Infraero: R$ 1.586,45.

Anúncios

Um comentário sobre “Contra privatizações, presidente de estatal bancou diária de hotel luxuoso com dinheiro público

Deixe uma resposta