Palhaços brasileiros reclamam de palhaçofobia por causa do filme “It”

Os palhaços brasileiros estão revoltados com o filme “It: A Coisa”. Na história sobrenatural, um demônio se transforma no pior medo das crianças e sua aparição mais comum é como o palhaço Pennywise.

Os palhaços defendem que essa narrativa atrapalha o trabalho dos profissionais da área e contribui com a ideia de que palhaços podem ser perigosos.

“Poderia colocar uma borboleta, barata, aranha, ou qualquer outra coisa que algumas pessoas têm medo. Mas colocaram logo a figura distorcida de um palhaço que é mau e obscuro”, reclamou Fux, o palhaço.

Já Tico Bonito diz que o filme “com certeza vai atrapalhar a profissão. Desde aparições dos ‘palhaços assassinos’ nos Estados Unidos, muita criança ficou com medo da gente porque nos associavam com essa febre da internet. Eu entendo o que [os produtores] querem, que é brincar com o imaginário. Mas não poderia trabalhar com outra coisa?”

A história do longa metragem é baseada em um livro de Stephen King, que tem o mesmo nome do filme, então não, Tico Bonito, não poderia trabalhar com “outra coisa”.

Rogerito, por sua vez, argumenta que a classificação da obra, que ainda não foi definida no Brasil, poderá ajudar, pois seu público infantil não irá até o cinema para assistir o filme, mas mesmo assim tem medo da repercussão: “Quando a gente chega nas festas, geralmente, tem alguma criança com trauma de palhaço. Sempre tem alguma criança que precisa ir embora da festa ou até precisa chamar a mãe, justamente porque tem medo de nós”. Bom, Rogerito, é impossível agradar a todos, não é mesmo?

Para Xibum, outro palhaço profissional, o problema não se resolveria com a classificação etária: “Os pais veem e têm medo de contratar [palhaços] e deixar a criança com medo. E hoje ainda é pior, porque as crianças têm acesso às redes sociais, então elas acabam criando medos. Quando geralmente aparece uma história de gangue de palhaços ou filmes sobre o tema, o número de trabalhos cai mais de 50%”, desabafou Xibum. E continuou “O palhaço não tem acesso à mídia, só o Patati Patata.”

Poxa vida, que situação mais chata. Parece que eles irão precisar acionar o Sindicato dos Palhaços.

As informações são do UOL.

Anúncios

Um comentário sobre “Palhaços brasileiros reclamam de palhaçofobia por causa do filme “It”

  1. 1) Apenas para ficar claro: são palhaços que usam nariz vermelho e sapato tamanho 60 reclamando de um personagem fictício de um filme de terror.
    Não são palhaços chicaneiros, defensores de palhaços corruptos megabilionários anistiados pelo Bozo Janô – que conseguiu enganar palhaços moralistas que exigiam financiamento público de campanha, até que descobriram que a conta seria paga pelos contribuintes palhaços.
    2) Filme de terror nos Estados Unidos tem restrição etária, ou seja, não pode ser visto por criancinhas bobinhas que têm mais medo de bonecos do que de esquerdistas da Antifa.
    Então, a palhaçofobia das criancinhas é devido ao pai ou ao irmão maior bobão, que resolveram fazer uma videocassetada e pregar um susto no baby, que ficou traumatizado.
    Em outras palavras, a obra do Stephen King e sua versão cinematográfica não pioraram a palhaçofobia que algumas criancinhas possuíam.
    Agora, adulto que tem medo de palhaço de filme precisa de terapia regressional, porque tem trauma em vidas passadas.
    3) Essa reclamação da comunidade palhacista tem um claro cheiro politicamente correto esquerdista.
    Se um grupo minoritário se sente discriminado ou atacado em produções culturais, livros, filmes ou em qualquer manifestação social, a solução mágica é a censura – como proibir a palavra “preto” ou “negro” em lápis preto, diamante negro, almirante negro.
    No caso dos palhaços reclamantes brasileiros, o problema não é o estereótipo do “palhaço maligno”: é a concorrência de outros palhaços que não usam o uniforme de palhaço e que fazem rir “de graça”.
    O maior deles se chama Lulão, o Comandante Máximo dos Palhaços.

Deixe uma resposta