Após ser xingado e chamado de “capitão do mato”, Barbosa finalmente se alia aos petistas que o achincalharam

Quem não se lembra dos ataques petistas a Joaquim Barbosa em 2013?

Quando o então ministro e relator do Mensalão no STF condenou Dirceu, Genoíno e André Vargas, a trupe vermelha o elevou a categoria de inimigo número um. Os ataques, na época, foram os mais baixos. Chamaram Joaquim de capitão do mato, de “negro abusado” e outras coisas absurdas e racistas.

Entretanto, já no ano passado o então ex-ministro passeou pelo Brasil dando palestras nas quais defendeu Dilma Rousseff e endossou a tese petista de que o impeachment é um golpe. Agora, está se aproximando de Marina Silva, a petista que diz ser ex-petista, e poderá ser candidato pela REDE no ano que vem.

Como se isso não bastasse, Barbosa continua a defender Dilma e ainda defende Lula, dizendo que ele não merece ser preso.

Aparentemente esta é a índole do homem.

Anúncios

17 comentários sobre “Após ser xingado e chamado de “capitão do mato”, Barbosa finalmente se alia aos petistas que o achincalharam

    1. Pois é, mas eu não esperava isso dele, afinal de contas, ao julgar o mensalão do PT ele disse que a quadrilha era sistêmica e que todos deveriam pagar pelos seus atos. Além do que, conheço um pouco da história dele, afinal de contas ele morou na mesma cidade onde moro com parte da família.
      Por este e por outros motivos, sempre o apoiei, mas agora… decepção.
      Perdeu o meu voto com certeza.

  1. Este comunista vagabundo é aquilo mesmo que se pode esperar de todo esquerdista: mentiroso, dissimulado, amante de dinheiro e não confiável. Resumindo: um imprestável.

    1. Se acovardou, saiu de fininho, acho que com medo de ameaças. Agora mostra sua verdadeira cara. Mancomunou-se com a safadeza e corrupção. Decepção total. Está denigrindo a raça negra, que tem gente muito boa e de valor.

Deixe uma resposta