Procurador faz narrativa contra aceite de delação de Palocci e ainda a chama de “fofoca”

A delação de Palocci está travada até agora, se arrastando por meses. O motivo? O ex-ministro estaria entregando informações imprecisas ou até mesmo impossíveis de serem provadas. O procurador Carlos Fernando de Souza Lima, do MPF, principal negociador, classificou o material entregue pela defesa de Palocci como “fofoca de Brasília’’.

O que fica difícil é saber se o material é mesmo muito fraco ou se o procurador estaria agindo segundo interesses políticos. Tal dúvida não existiria se Carlos Fernando não viesse demonstrando um viés político de esquerda nos últimos meses, mas como ele resolveu dar pitaco em todos os temas acabou se queimando com isso.

Anúncios

Deixe uma resposta