Pyongyang fala grosso e diz que não teme nem sanções nem ameaças militares dos EUA

Na terça (29) Pyongyang efetuou o lançamento de um míssil balístico que superou a distância de 2,7 mil km, sobrevoou o Japão e caiu no Oceano Pacífico. Em resposta, os EUA e a Coreia do Sul ameaçaram Pyongyang com uma “resposta forte”, não excluindo a possibilidade de ações militares em caso de novas provocações, como informa o site Sputnik News.

O jornal norte-coreano Rodong Sinmun publicou na terça-feira (29) um artigo no qual afirma que a Coreia do Norte não teme os EUA.

“A tragédia é que os EUA não percebem o nosso poder e a nossa vontade”, afirma o Rodong Sinmun. 

Esta, é claro, é a versão de um jornal estatal feito para teatralizar o suposto poderio militar norte coreano. Na realidade mesmo, é sabido que Kim não possui grande poder de fogo. Recentemente, aliás, um de seus testes balísticos falhou sem nem mesmo chegar ao alvo desejado. Já do outro lado do oceano, EUA possuem a maior frota militar do mundo e tecnologia avançada, além de parceria com outras nações desenvolvidas.

A verdade é que Pyongyang se esqueceu que agora nem mesmo existe mais a União Soviética para apoiar o ditador nisso. Putin certamente não irá ajudá-lo.

Anúncios

Deixe uma resposta