Sindicalista promete violência contra membros do MBL/MT e se complica: tudo é registrado em boletim de ocorrência

Um artigo compartilhado na página do MBL -Movimento Brasil Livre MT no dia 22 de agosto parece ter feito o  advogado sindicalista Antonio Wagner de Oliveira perder a cabeça. Ou então se fala de algum estagiário que tenha usado sua conta.

Na postagem (que podemos ver ao fim desta matéria), o sindicalista diz que “tem que dar um cacete nesses merdinhas filhodaputas”. Após ser questionado, continuou dizendo “seus bostas, se eu souber que está a 10 metros de mim quebro você no meio” e continua “vão se fuder seus cretinos”, “as pessoas têm que parar com essa passividade e quebrar a cara desses filhadaputinhas quando virem na rua”.

Em sua página no Facebook, o sindicalista mostra fotos com autoridades da capital mato-grossense – entre elas o prefeito de Cuiabá. Sua foto de capa é com Ciro Gomes. Ele se diz advogado e diretor jurídico do Sindicato dos Profissionais da Área Instrumental do Estado de Mato Grosso.

Ulysses Moraes, coordenador do MBL/MT e também advogado, declarou ao ILMT que vê com tristeza a atitude do sindicalista e afirmou: “Uma pena que um colega de profissão não saiba dialogar ou debater. A maior arma do homem deve ser o conhecimento e não a violência.”

O autor do artigo e também coordenador do MBL, Rafaell Milas, declarou : “É de se esperar que esses movimentos sindicais sejam contra o livre mercado, ainda mais agora que perderam a boquinha do imposto sindical. Com esse povo não existe diálogo, ou você concorda ou você merece apanhar. Liberdade de expressão não existe pra eles.”

Ambos já registraram um B.O. relatando as ameaças do sindicalista.

Anúncios

3 comentários sobre “Sindicalista promete violência contra membros do MBL/MT e se complica: tudo é registrado em boletim de ocorrência

  1. Existe, até, Sindicato dos “Trabalhadores” de Sindicatos. Se não parassem com essa esculhambação de “imposto sindical”, provavelmente o próximo “sindicato” que seria criado seria o ” sindicato dos criadores de nomes para sindicatos”!!!!!

Deixe uma resposta