Lula usa argumento bizarro e machista para protestar contra privatização da Eletrobras

O ex presidente condenado e criminoso, Lula, fez um comentário metafórico machista e grotesco ao falar sobre a privatização anunciada pelo Governo.

Ele disse “Que mulher casaria com um homem que, em vez de trabalhar para colocar dinheiro dentro de casa, resolve vender as coisas que ela tinha?”.

Sobre isso Carlos Andreazza comentou sobre a reação do movimento feminista diante da declaração do petista ” (…) é fato que não merecerá um ai dos grelos duros.”

Anúncios

5 comentários sobre “Lula usa argumento bizarro e machista para protestar contra privatização da Eletrobras

  1. Pois o contador de metáforas Lulão sempre esquece um personagem importante em suas narrativas: o ladrão que rouba o dinheiro e os pertences do homem e da mulher.
    O bandido que – após deixar o homem e a mulher na miséria – , retorna ao local do crime para debochar do casal, ridicularizar o sofrimento de suas vítimas e tentar dar uma lição ao homem e à mulher de como se deve sair da vida miserável – segundo o padrão ético e moral dele, o marginal.
    O ladrão, bandido, corrupto, safado, megalomaníaco, maquiavélico, mitômano, farsante, oportunista, totalitário, ditatorial, psicopata, sociopata, patriarcal, machista, misógino, homofóbico, preconceituoso, ganancioso, ignorante e besta quadrada.
    O eterno candidato à Presidência da República e sinhozinho dos escravos brasileiros.
    O coisa ruim que nasceu para assombrar o Brasil.

  2. Que mulher casaria com um homem que finge trabalhar e na verdade vive no bem bom com os rendimentos daquilo que ela construiu?
    E se essa mulher resolvesse vender parte de seus bens pegar a grana pra se manter e colocar o vagabundo pra trabalhar de verdade, estaria errado isso?

Deixe uma resposta