Veja lança campanha de difamação com base em falsas acusações de racismo e toma invertida dos leitores

A revista Veja está aderindo a agenda do politicamente correto pra se reposicionar com a juventude de extrema esquerda. Em uma reportagem recente no site da revista, vários comentaristas que acompanharam a última edição do Miss Brasil através do Twitter foram acusados de racismo.

A VEJA, considerou que todas as pessoas que discordaram da escolhida do politicamente correto eram racistas, principalmente todos aqueles que comentaram que ela ganhou por ser negra ou ser de origem humilde. Comentários que não fazem apologia ao racismo e sim denunciam o politicamente correto na decisão dos jurados.

A revista está correndo o risco de ser processada pelos comentaristas que foram acusados de racismo, que é um crime inafiançável. Igualmente, acusar alguém falsamente de racismo é um crime da mesma gravidade.

Veja_AcusacaoRetardada.png

 

Anúncios

5 comentários sobre “Veja lança campanha de difamação com base em falsas acusações de racismo e toma invertida dos leitores

  1. As mídias e Imprensas Esquerdopatas e Comunistas, ainda não perceberam que os Brasileiros estão melhores informados através das redes sociais e que estão perdendo a credibilidade junto aos leitores.
    O SOCIALISMO E O COMUNISMO SÃO O CÂNCER DO BRASIL E DO MUNDO!
    BOLSONARO PRESIDENTE EM 2018!!!

  2. Todos que se sentiram atingidos pelo que a Veja escreveu taxando -os de racista deveriam entrar com um processo contra essa revista, assim ela deixaria de ser mais um dos jumentos amestrados do Lula.

  3. Vivemos ou não em um país democrático? Não se trata de racismo. Se trata de escolha. Raissa Santana, miss 2016 é negra e linda. A mídia é a maior responsável pela propagação do marxismo cultural, divide a sociedade a mando da NOM.

Deixe uma resposta