Magno Malta mostra que o plano da ativista do PCdoB era assassinar Bolsonaro, mas não deu certo

O senador Magno Malta denunciou a truculência da sicária do PCdoB que agrediu o deputado Jair Bolsonaro. “Isso é planejamento de um crime!”, se indignou Malta.

Confira o comentário.

Anúncios

2 comentários sobre “Magno Malta mostra que o plano da ativista do PCdoB era assassinar Bolsonaro, mas não deu certo

  1. O Nosso futuro Presidente Bolsonaro, precisa tomar cuidado com os Esquerdopatas e Comunistas, eles são capazes de matar até a mãe para chegar no poder.
    O SOCIALISMO E O COMUNISMO SÃO O CÂNCER DO BRASIL!
    BOLSONARO PRESIDENTE EM 2018!!!

  2. Sinceramente não sei porque se perde tempo em fazer este tipo de pergunta: “Quem é o intolerante?”. Não há a menor chance de haver diálogo com os esquerdopatas. É GUERRA. E na guerra quem pode mais chora menos. Olhem para Venezuela. Será preciso que se repita aqui o que acontece lá? Alias alguém realmente sabe o que acontece lá? Cuba tomou a diplomacia e o controle das Forças Armadas; O Hezbollah está infiltrado; As Farc idem; O ETA idem. Sabem como isto se chama? CABEÇA DE PRAIA. Na guerra é um local de infiltração para tomada do poder ou a prática de ações terroristas pela América. Eu acho que ainda não caiu a ficha da grande maioria dos brasileiros do que realmente representa as esquerdas e seu sanha maldita. Isto não é brincadeira de criança, nem rinha de galo. Isto é coisa muito séria que Olavo de Carvalho já vinha falando há muito tempo. Bolsonaro que se cuide, porque quando formos chegando perto das eleições e os ânimos estiverem no pico, muita coisa ruim vai acabar acontecendo. Alias nem sei se vamos conseguir chegar nas eleições de 2018 sem que haja confrontos reais com vidas perdidas.

Deixe uma resposta para Silva Cancelar resposta