Mulher é agredida por militantes petistas em Salvador mas mídia esconde o caso

Priscila Chammas, que foi candidata liberal ao cargo de vereadora na cidade de Salvador no ano passado, foi agredida fisicamente – junto com outras vítimas – por petistas enraivecidos. As agressões ocorreram ontem durante tumulto provocado por extremistas de esquerda.

Durante o conflito, um policial chegou a dar um tiro para o alto a fim de cessar os ataques, conforme o Jornalivre relatou. Em seu Facebook, Priscila contou o ocorrido e questionou a “sororidade” feminista. Ela foi agredida até mesmo por homens que dizem defender as mulheres. Leia:

Anúncios

7 comentários sobre “Mulher é agredida por militantes petistas em Salvador mas mídia esconde o caso

  1. To olhando aquela página Quebrando o Tabu e para a minha “surpresa” não há uma nota se quer sobre isso.

    Mas….se Priscila fosse uma petista..nossa…eles estariam mais uma vez lutando ardentemente contra o machismo!

  2. Olha, próximo Ba-Vi, você vai de blusa do Bahia e fica na frente da torcida do Vitória falando que torcedor de rubro-negro é sindicalista, etc. Depois vc vem aqui contar o que aconteceu.

    1. Os Intervicionistas também foram agredidos,na ladeira da Fonte Nova..O grupo da cut e outros sindicatos mamadores e exploradores dos trabalhadores, ficaram enfurecidos e partiram para cima de senhoras e outros do grupo, se não aconteceu o pior foi a interferência da PM..Agradecemos aos nossos defensores:POLICIA MILITAR..

Deixe uma resposta