Presidente da Colômbia detona a ditadura de Nicolas Maduro, chamando-a pelo que ela é

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, pediu à comunidade internacional que pressione “com cada vez mais força” para restabelecer a democracia na Venezuela, em um artigo publicado no jornal espanhol El País, no qual critica a ditadura de Nicolás Maduro.

No texto, que tem como título “Choramos por ti, Venezuela”, Santos lamenta que no governo Maduro “ao lado da economia, a democracia também foi destruída (…), a corrupção se converteu em voz corrente do regime e o respeito pelos direitos humanos deixou de existir”.

Santos, que nos últimos dias intensificou as críticas a Maduro e não descarta a possibilidade de romper relações com a Venezuela, afirma que “não pode entronizar-se e perpetuar-se uma ditadura no centro da América Latina”.

“Os países da região e da comunidade internacional que defendem os valores da paz e da liberdade devem seguir pressionando, cada vez com mais força e com ações efetivas, por um rápido restabelecimento, oxalá pacífico, da democracia nesta grande nação”, escreve o presidente da Colômbia.

A informação é da Exame.

Anúncios

Deixe uma resposta