JBS teria gasto R$ 58 milhões para PMDB apoiar Dilma em vez de Aécio em 2014

Ricardo Saud delatou detalhes sobre o pagamento em 2014, que seria um repasse de R$43 milhões em “propinas dissimuladas” ao PMDB.

O pagamento teria sido feito para que o partido mudasse de lado e apoiasse Aécio Neves nas eleições presidenciais.

A operação teria sido acertada entre a empresa e o ex ministro Guido Mantega.

 

Anúncios

Um comentário sobre “JBS teria gasto R$ 58 milhões para PMDB apoiar Dilma em vez de Aécio em 2014

Deixe uma resposta