“Banqueira” quer dobrar a meta e, agora, diz que doará R$1 milhão para Lula

A herdeira do Credit Suisse, Roberta Luchsinger, que não é herdeira do Credit Suisse disse à Folha de S. Paulo “que irá dobrar o valor da doação ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do valor inicial de R$ 500 mil para R$ 1 milhão”. As informações são do portal O Antagonista.

A suposta bilionária, que renega o rótulo de socialite, quer se candidatar a deputada estadual pelo PCdoB, partido ao qual é filiada, no ano que vem.

Ao contrário do afirmado pela grande mídia,  Roberta não tem relação com o banco. Roberta é herdeira do banqueiro suíço Peter Paul Arnold Luchsinger, morto em julho deste ano, ex-acionista do banco, e sobrinha de Roger Wright, ex-diretor do Credit Suisse, que morreu em 2009.

Anúncios

5 comentários sobre ““Banqueira” quer dobrar a meta e, agora, diz que doará R$1 milhão para Lula

  1. Ai, ai, ai. A história da Roberta Luchsinger está cada vez mais esquisita.
    Talvez seja a hora de chamar os “Fakebusters” para investigar o passado da moça e fazer-lhe alguns questionamentos:
    1) A repórter da “Folha de São Paulo” escreveu “Herdeira de uma das famílias fundadoras do banco Credit Suisse”, “neta do suíço Peter Paul Arnold Luchsinger” (apesar de ser mais parecida com a “Loira do Tchan” do que com a Miss Switzerland).
    A Roberta Luchsinger é realmente neta de banqueiro suíço ou a “esposa do neto”?
    Basta fazê-la contar de um a um bilhão de euros em francês, sem engasgar.
    2) Agora ela passou por “downgrade” e tornou-se “suposta bilionária”? Bom, dependente do Bolsa Família é que ela não é, para ter bolsas, sapatos e vestidos de madame de shopping center.
    Moça pobre ela também não é, porque não tem nome norte-americano.
    Coisa de pobre é colocar nome de artista gringo no filho (Máiquêl Jéquison da Silva).
    De downgrade em downgrade, daqui a pouco dirão que a Roberta Luchsinger é a filha do Lulão, que foi abduzida pelo ET de Varginha e estava morando em outro planeta.
    3) Se ela não faz parte do Clube dos Bilionários, por que a obsessão dela em dar dinheiro ao Lulão? O bicho não dá a mínima a mais um milhão de reais na caixa de sapatos (onde ele guarda as “tralhas”).
    Além disso, o Sapo Barbudo é como o mendigo da Praça da Sé: não aceita esmola de gente da ralé (milionários), só de gente graúda (bilionários).
    4) Finalmente, a prova dos nove: mandar a “socialite” socialista Roberta Luchsinger usar todas as funções de um canivete suíço Victorinox Huntsman.
    Se ela se enrolar na tarefa, significa que é uma suíça “fake”.

  2. Avisa o lula que vai ter uma rodada de pão com mortadela doado por joeslei batista safadão para a corja dos militontos e depois um agradecimento atraves do encanntador de burros.

  3. “Pessoas como Roberta são típicas do socialismo. Elas dão aos líderes socialistas aquilo que no futuro acaba virando empréstimo aos projetos bolivarianos.

    Lula promete censurar a mídia e transformar o Brasil numa Venezuela se voltar ao poder. A vida do povo brasileiro será um inferno. Mas “doadores” como Roberta Luchsinger podem ter até retornos de R$ 500 mil por dia num país destruído desse jeito, pois os amigos do rei sempre se dão bem.”

    https://ceticismopolitico.com/2017/08/12/os-r-500-mil-que-a-herdeira-do-credit-suisse-doou-a-lula-nao-sao-nada-perto-do-que-ela-pode-ter-de-volta-se-brasil-virar-venezuela/

Deixe uma resposta