Trump finalmente reconhece que violência nos EUA também tem dedo da extrema esquerda

Donald Trump reconheceu a existência de neo-nazistas entre aqueles que protestaram contra a remoção da estátua do general Robert Lee em Charlottesville, mas também afirmou o óbvio ao reconhecer que a violência física iniciou a partir das ações de radicais de extrema-esquerda.

O homem que atropelou uma multidão de pessoas e causou a morte de uma moça, por exemplo, é James Alex Fields Jr., membro do Partido do Trabalhador dos EUA. Além disso, diversos vídeos nas redes sociais dão conta de atos de muita violência partindo de Black Blocs e movimentos autodenominados como “ANTIFA”, os “antifascistas”, atacando agressivamente cidadãos e policiais.

Como de praxe a imprensa internacional sempre oculta estes fatos.

Anúncios

2 comentários sobre “Trump finalmente reconhece que violência nos EUA também tem dedo da extrema esquerda

Deixe uma resposta