Fundação de George Soros gastou US$ 14 bilhões em 35 anos para desestabilizar países pelo mundo

Open Society Foundations, criada pelo bilionário George Soros para financiar iniciativas de esquerda por todo o mundo, gastou 14 bilhões de dólares nos últimos 35 anos para atingir os seus objetivos. A informação se encontra disponível no site oficial da instituição.

Somente para 2017, a fundação de Soros possui um orçamento de 940 milhões de dólares, os quais tem sido alocados em diferentes iniciativas ao redor do mundo. Para a América Latina e o Caribe a instituição possui um orçamento de 34 milhões de dólares esse ano – fora os 160 milhões de dólares alocados em projetos globais – para atuar especialmente no “fortalecimento da democracia” e na “reforma da justiça”. Entre os principais projetos para 2017 na região estão listados a “redução do número de homicídios” (muito provavelmente, por meio do apoio ao desarmamento) com 2,5 milhões de dólares, o avanço da “ideologia de gênero” (1,5 milhão de dólares) e o “fortalecimento das democracias na região” (1,5 milhão de dólares).

No Brasil, a Open Society Foundations já financiou diversas instituições como “Mídia Ninja”(R$ 250.000,00), Instituto Fernando Henrique Cardoso (R$ 350.000,00), Actantes – Ação Direta pela Liberdade, Privacidade e Diversidade na Rede (R$ 190.000,00), Casa Fluminense (R$ 640.000,00), Instituto Tecnologia e Sociedade (ITS) / Mudamos.org (R$ 1.100.000,00), Rede Nossa São Paulo (R$ 1.600.000,00), além da agência “A Pública”, ligada a Leonardo Sakamoto (R$ 1.000.000,00).

As informações são do Instituto Liberal de São Paulo.

Anúncios

Deixe uma resposta