Urgente: mães e alunos são agredidos por sindicalistas pró-doutrinação em Curitiba

por Rafa Silva

 

Durante ato realizado pelo Movimento Brasil Livre, na manhã desta terça-feira, em Curitiba, um grupo de mães e alunos foi hostilizado e agredido por sindicalistas ligados à APP Sindicato (sindicato de professores do Paraná), que além de rasgar e queimar suas bandeiras, partiram para as vias de fato contra o grupo de manifestantes ali presentes.

O ato do MBL reunia cerca de 100 pessoas em frente à Câmara Municipal de Curitiba. O objetivo do grupo é fortalecer a causa do escola sem partido, que defende uma escola livre de doutrinação político-partidária.

Em instantes, mais informações e imagens do ocorrido.

 

Anúncios

6 comentários sobre “Urgente: mães e alunos são agredidos por sindicalistas pró-doutrinação em Curitiba

  1. O fascismo desses doutrinadores sendo escancarado. Deviam ser presos! Selvagens!
    PS: Espero que os manifestantes estejam bem. Parabéns ao MBL!

  2. Parabéns ao MBL, mas acredito que essa violência da esquerda (especificamente dos militantes sindicalistas) só vai resolver com intervenção militar, baixando a ripa nesses vagabundos baderneiros.

Deixe uma resposta