José Medeiros desmascara política de empréstimos do BNDES para obras no exterior 

O senador José Medeiros (PSD-MT) criticou decisões dos governos passados de conceder empréstimos do BNDES para obras em outros países. De acordo com o senador, uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), apontou que entre 2007 e 2014, nos governos do PT, foram concedidos empréstimos no valor de R$ 50 bilhões para obras no exterior.

Ainda de acordo com Medeiros, 99% das obras foram executadas por cinco grandes empreiteiras investigadas na Operação Lava Jato. O senador disse considerar que as ações, disfarçadas de solidariedade, na verdade são uma maneira de beneficiar empresas envolvidas em casos de corrupção.— O tesouro fez praticamente um novo Bolsa Família, só que dessa vez para beneficiar empreiteiros, governos amigos e financiar o projeto de poder do Partido dos Trabalhadores. Com o desenrolar Operação da Lava Jato, vários desses empreendimentos foram constatados como fonte de propinas, superfaturamento e malversação de recursos que inundaram campanhas políticas e bolsos particulares de companheiros e companheiras espalhados pela América Latina e a África.

Para o senador, o dinheiro do BNDES deveria ser usado para promover ações de desenvolvimento dentro do território brasileiro e o governo não tinha o direito de abdicar de um dinheiro que não é seu, mas da população. Ele disse considerar esses empréstimos atos de uso irresponsável do dinheiro público, principalmente se consideradas as necessidades não atendidas dentro do Brasil.

A informação é do site oficial do Senado Federal.

Anúncios

Deixe uma resposta