Os crimes de Gleisi, segundo a PF: corrupção passiva e lavagem de dinheiro

A “presidenta” do Partido Criminoso dos Trabalhadores, Gleisi Hoffman, e seu marido e ex-ministro Paulo Bernardo da Silva, também sicário petista, são culpados por prática de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e crime eleitoral na campanha de 2014, segundo a Polícia Federal.

A PF divulgou as conclusões do inquérito nesta segunda-feira, agora o documento foi encaminhado para o Ministério Público Federal que irá decidir se oferecerá a denúncia contra a senadora ao Supremo Tribunal Federal.

A PF afirma que “há elementos suficientes para apontar a materialidade e autoria dos crimes de corrupção passiva qualificada e lavagem de dinheiro praticados pela senadora, seu então chefe de gabinete, Leones Dall Agnol, e seu marido, Paulo Bernardo da Silva, além dos intermediários no recebimento, Bruno Martins Gonçalves Ferreira e Oliveiros Domingos Marques Neto”.

Anúncios

Deixe uma resposta