CPI vai investigar obras das gestões Haddad e Kassab, em São Paulo

Com assinatura de 20 parlamentares, a vereadora Janaína Lima, do Partido Novo, protocolou nesta terça (8) pedido de criação de CPI para investigar as obras do viaduto Alcântara Machado.

A via, que faz a ligação entre o Centro e a Zona Leste paulistana, passou por uma reforma que consumiu R$ 5,5 milhões. Mas, segundo matéria da Folha de São Paulo, apenas 5% do trabalho foi concluído.

A intervenção durou 480 dias e foi paga pelas administrações Gilberto Kassab (PSD) e Fernando Haddad (PT). Contudo, a assessoria de Kassab enviou à Veja uma nota na qual esclarece a situação, dando a entender que a responsabilidade pela irregularidade é da gestão petista de Haddad:

“A reforma do viaduto Alcântara Machado foi contratada na gestão do ex-prefeito Gilberto Kassab no contexto do Termo de Ajustamento de Conduta firmado em 2007 com o Ministério Público para os serviços de manutenção de pontes e viadutos municipais. O termo foi elaborado com diagnósticos e complementado com estudos para detalhar as intervenções necessárias. Previa obras em 70 equipamentos ao longo de dez anos, e foi aprimorado até o final de 2012 junto ao MP. Cerca de 30 receberam benfeitorias até o fim da gestão. No Alcântara Machado era necessário atuar nas juntas de dilatação e nos aparelhos de apoio, objetos do contrato firmado em agosto de 2012 e em execução ao final daquele ano. A gestão não pode ser responsabilizada se, a partir de 2013, a nova administração alterou o objeto do contrato, como consta em auditoria realizada pela própria Controladoria Geral do Município em 2016.”

As informações são da coluna Radar On-Line.

Anúncios

Deixe uma resposta