Julian Assange oferece emprego ao engenheiro demitido da Google por criticar ideologia de gênero

D acordo com o site Tecmundo, o jornalista e ativista australiano Julian Assange publicou uma série de tuítes acusando a Google de censura e saindo em defesa de James Damore, o engenheiro de software demitido após enviar um manifesto contrário a ideologia de gênero pela rede de comunicação interna da empresa no último final de semana.

“Censura é para perdedores”, escreveu o criador do WikiLeaks antes de anunciar que a sua organização está oferecendo emprego a Damore. Veja alguns dos tuítes:

No texto, Assange esmiúça relações escusas da companhia com oficiais do exército dos Estados Unidos e também com a política internacional intervencionista do país norte-americano.

Ainda segundo o Tecmundo, o criador do WikiLeaks publicou uma imagem com um desenho de um funcionário da IBM trabalhando amordaçado em frente ao computador. Na parede, é possível ver um cartaz com a inscrição “Cale a boca e pense”.

Anúncios

Deixe uma resposta