Presidente do TRF-4 diz que “sentença que condenou Lula vai entrar para a história”

O presidente do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), desembargador Carlos Eduardo Thompson Flores Lenz, disse, em entrevista ao Estado, que a sentença em que o juiz Sérgio  Moro condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nove anos e seis meses de prisão, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, “é tecnicamente irrepreensível, fez exame minucioso e irretocável da prova dos autos e vai entrar para a história do Brasil”.

Ele comparou a decisão de Sérgio Moro à sentença que o juiz Márcio Moraes proferiu no caso Vladimir Herzog, emitida em outubro de 1978 e que condenou a União pela prisão, tortura e morte do jornalista: “Tal como aquela, não tem erudição e faz um exame irrepreensível da prova dos autos”, disse.

Sobre a sentença, ele diz: “É uma sentença que não se preocupou com a erudição – como a sentença do juiz Márcio Moraes, lá atrás, também não se preocupou. É um exame irrepreensível da prova dos autos.  É uma sentença que ninguém passa indiferente por ela”.

Anúncios

2 comentários sobre “Presidente do TRF-4 diz que “sentença que condenou Lula vai entrar para a história”

  1. Quem fez doutorado em harvard, exatamente apresentando sua tese sobre enriquecimento ilícito não poderia errar e se lá ele foi aprovado aqui o povo deve aplaudi-lo e aprová-lo também. Já temos prova que o sítio o próprio Lula, em vídeo confirmou ser dele em 2006, logo estamos no caminho certo para condená-lo e tirá-lo da história, pois ia atolar e virar o Brasil numa nova Venezuela,

Deixe uma resposta