Procuradores pedem que Moro considere “mutreta” de Bendine em decisão já tomada

A prisão de Aldemir Bendine, ex-presidente do Banco do Brasil, foi convertida de temporária para preventiva, por ordem do juiz federal Sérgio Moro, porém, o MPF pediu que fosse juntada à sua decisão o que Sebastião Ferreira chamou de “mutreta”. Bentine e Gilberto Carvalho, ministro-chefe da Casa Civil na época, articularam no ano de 2014 uma forma de fazer Sebastião Ferreira, um motorista, não depor à Justiça.

As informações são da Veja.

 

Anúncios

Deixe uma resposta