Moro anexou documentos da Odebrecht que comprovam: Instituto Lula recebeu propina para compra de prédio

O juiz Sergio Moro, nesta quinta-feira, anexou ao processo contra Lula documentos fornecidos pela Odebrecht. Eles corroboram os relatos dos delatores sobre o pagamento de propinas para a compra do prédio do Instituto Lula e da cobertura em São Bernardo do Campo.

Diz O Globo:

“Os documentos são vinculados a pagamento de propina ao PT em contratos das plataformas de petróleo PRA–1, P59 e P60; reformas na refinaria Presidente Vargas (Repar), no Paraná; e na montagem do gasoduto Gasduc III, além de valores ilícitos que teriam sido pagos por meio do ex-ministro Guido Mantega ao publicitário João Santana e anotações onde aparece o sítio de Atibaia como assunto a ser tratado diretamente com Lula”.

Anúncios

Deixe uma resposta