Rodrigo Maia diz que governo terá que reorganizar a base para votar reforma da Previdência

Segundo informa o site IstoÉ Dinheiro, Rodrigo Maia, o atual presidente da Câmara de Deputados, disse que o governo terá de reorganizar a base de apoio para conseguir avançar a agenda da reforma da Previdência, que precisa de 308 votos no mínimo para ser aprovada no plenário.

Maia avaliou que, segundo o que constatou na quarta-feira, 2, o apoio que Temer possuía era maior até o dia 17 de maio, quando foi liberado o conteúdo da delação de Joesley Batista e o áudio da conversa entre ele e Temer.

“Se você projetar um futuro, para se votar reformas, principalmente a da Previdência, o governo terá que reorganizar a base e acho que neste ponto é muito importante que se traga de forma unida o PSDB de volta para o governo. Assim, se quiser ter o apoio que tinha antes da JBS, na casa dos 330 ou 340 parlamentares, o governo vai precisar recompor a base” declarou Maia antes de participar de evento do banco norte-americano Goldman Sachs em São Paulo.

“Deputados que votaram pela abertura das denúncias não necessariamente votarão contra as reformas. Alguns já me disseram isso (…) O ponto chave neste momento é a reorganização com o PSDB. O partido é muito importante para a base do governo”, afirmou.

 

Anúncios

Deixe uma resposta