PMDB discute expulsar Kátia Abreu e Requião do partido. Será que o PT os aceitará de bom grado?

Enquanto o governo atuava para rejeitar a denúncia contra o peemedebista Michel Temer na Câmara, a direção executiva do partido se reunia em uma sala, também na Câmara, para discutir a expulsão de dois senadores peemedebistas: Kátia Abreu (TO) e Roberto Requião (PR).

Os dois senadores têm criticado o governo e atuado de forma favorável ao PT nos últimos anos, e especialmente desde o início do processo de impeachment contra Dilma Rousseff.

Kátia Abreu e Requião também se posicionaram a favor de Renan Calheiros (AL), que acabou se antecipando e deixou a liderança do PMDB do Senado após perder o apoio da maioria da bancada.

A questão é: uma vez fora do PMDB, eles serão aceitos pelos petistas?

Anúncios

2 comentários sobre “PMDB discute expulsar Kátia Abreu e Requião do partido. Será que o PT os aceitará de bom grado?

  1. São dois petistas de fato, embora não de direito.

    Cumpre lembrar, todavia, que o PMDB alinhou-se com o PT durante todos os anos de desgoverno petista, contribuindo significativamente para a desgraça que daí decorreu.

    De todo modo, fica estranha a posição desses dois na atualidade, porquanto agora o seu precioso aliado de antes agora encabeça a sua oposição.

Deixe uma resposta