Maduro pede 30 anos de prisão para tuiteiros que criticaram constituinte

O ditador venezuelano já atingiu um nível no qual não se preocupa mais em disfarçar sua tirania. A novidade, agora, é que ele declarou publicamente que quer pedir até 30 anos de prisão para usuários do Twitter que tenham criticado sua Assembleia Constituinte fraudulenta.

Sim, é isso mesmo, e tem até vídeo:

Anúncios

Deixe uma resposta