Lava-Jato fecha o cerco em administração de Eduardo Paes devido a desvios nas obras da Copa e Olimpíadas

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira (3) a Operação Rio 40 graus, um desdobramento da Lava Jato no Estado, tendo como alvo integrantes da gestão Eduardo Paes (PMDB) na prefeitura.

Foram emitidos 10 mandados de prisão pelo juiz Marcelo Bretas, responsável pela operação no Rio. O principal alvo é o ex-secretário municipal de Obras Alexandre Pinto, que, segundo as investigações, cobrou propina em obras de legado da Copa do Mundo e da Olimpíada.

De acordo com a Polícia Federal, as investigações indicam o pagamento de pelo menos R$ 35,5 milhões. A operação é um desdobramento das delações de executivos da Carioca Engenharia. Não há referências ao ex-prefeito.

A informação é da Folha de São Paulo.

Anúncios

Deixe uma resposta