Empreiteiro terá de pagar mais de 38 milhões de indenização à Petrobras

Ricardo Pessoa, empreiteiro dono da TCU Engenharia, condenado à prisão pelo juiz federal Sergio Moro, foi condenado pela oitava turma do TRF-4, onde recorre, à indenizar a Petrobras. A Petrobras alegou que o valor pago no mínimo deveria ser igual ao valor da propina, estimada em 3% dos contratos que foram citados na denúncia. O empreiteiro foi condenado a pagar o valor de R$30,2 milhões.

Pessoa foi condenado a 8 anos e dois meses de prisão por organização criminosa e corrupção, só que ele cumpre a pena em regime aberto “diferenciado”, beneficio da delação premiada que fez.

Ele revelou em seus depoimentos o pagamento de propina para 20 políticos com foro privilegiado e gestores públicos. Confessou que sua empresa financiou campanhas eleitorais e que existia corrupção na Petrobras, além de revelar o mesmo esquema em outros locais do governo como a Eletrobrás e a Eletronuclear, envolvidas nas obras da Usina Nuclear de Andra 3, no Rio de Janeiro.

 

Anúncios

Deixe uma resposta