Com fim do imposto sindical, Sindicato dos Publicitários do Rio vai encerrar atividades

O fim do imposto sindical – inovação trazida pela reforma trabalhista sancionada no último dia 13 de julho – já causa vítimas antes mesmo de entrar em vigor (a reforma passa a vigorar no dia 13 de novembro deste ano). Com uma despesa mensal de R$ 30 mil, o Sindicato dos Publicitários do Estado do Rio de Janeiro irá fechar as portas quando a contribuição se tornar facultativa.

A afirmação foi feita por Cleverson Valadão, Secretário de Finanças e diretor da entidade há mais de 20 anos. “Publicitários não se interessam em participar das atividades sindicais”, disse o dirigente. A área de atuação do sindicato, originalmente municipal, foi ampliada para todo o Estado do Rio de Janeiro a fim de evitar o surgimento de novos sindicatos municiais do setor.

Características do mercado de publicidade como elevado nível de terceirização e contratação dos profissionais melhor remunerados como Pessoas Jurídicas para fugir da CLT também não favorecem a existência do sindicato com contribuições voluntárias. Ainda assim, o sindicalista espera para que a entidade dure mais alguns meses: “aqui não esbanjamos com carros e viagens, e conseguimos guardar uma reserva”, informou.

A informação é do Instituto Liberal de São Paulo.

Anúncios

6 comentários sobre “Com fim do imposto sindical, Sindicato dos Publicitários do Rio vai encerrar atividades

  1. Ué, se os publicitários não se interessam pelo sindicato, como eles mesmos reconhecem, pra que
    existia esse sindicato? Deveriam devolver tudo q receberam!!!!!

  2. Esses sindicalistas preguiçosos são estelionatários classistas, pois usufruem salários sem a contraprestação exigida a todos os outros da categoria: trabalhar !
    Recebem salarios mas não trabalham e além disso ainda recebem o dinheiro do famigerado “imposto sindical” pago pelos demais empregados, ou seja, se locupletam duas vezes sem trabalhar .

Deixe uma resposta