Holiday derrota ofensiva do PSOL no MP e poderá fiscalizar doutrinação escolar

O Ministério Público de São Paulo arquivou dois inquéritos que investigavam visitas feitas pelo vereador Fernando Holiday (MBL/DEM) a escolas públicas. Os inquéritos foram abertos a partir de denúncias do vereador Toninho Vespoli e do deputado estadual Carlos Giannazi em conjunto com a vereadora Sâmia Bonfim, todos do PSOL. A acusação era de que Holiday teria assediado professores.

Além desses, o deputado federal Ivan Valente fez, à época, um discurso contundente contra a fiscalização do vereador paulistano, despejando diversas inverdades, como é costume na extrema-esquerda. Veja:

O diretor regional de educação de Santo Amaro, Carlos Antônio Vieira, afirmou que as visitas de Holiday se deram de forma tranquila e sem demonstrações de hostilidade, de acordo com o Ministério Público. É uma contundente derrota para extrema-esquerda e seu projeto de doutrinação escolar.

Anúncios

Um comentário sobre “Holiday derrota ofensiva do PSOL no MP e poderá fiscalizar doutrinação escolar

Deixe uma resposta