Filho e mulher de Maduro são eleitos para Constituinte na ditadura venezuelana

Em ritmo de avacalhação total, “Nicolasito Maduro” (apelido), filho do presidente venezuelano, foi eleito como membro da mutreta que atende por Assembleia Constituinte convocada pelo seu pai. E a sua mãe, a primeira-dama venezuelana, Cilia Flores, também. Não é piada. A notícia está no Globo.

Ambos fazem parte dos 545 aliados de Nicolás Maduro escolhidos para reescrever a Constituição numa eleição altamente controversa no domingo.

Aos 27 anos, Nicolás Ernesto Maduro Guerra, o “Nicolasito”, estreia na carreira política com a participação na Constituinte. Até agora, é praticamente desconhecido, embora já tenha provocado polêmica quando circularam imagens suas recebendo uma “chuveirada de dólares” enquanto dançava numa festa de casamento.

Na sua biografia do Twitter, ele diz que é graduado em Economia, além de flautista e “soldado de Chávez até além o fim da vida”.

Quase 67% da Assembleia Constituinte é formada por representantes eleitos em municípios, incluindo Cilia Flores e outros nomes de peso no chavismo.

Anúncios

Deixe uma resposta