Cuba faz narrativa de “conspiração mundial” para defender ditadura de Maduro

O governo de Cuba, há anos uma ditadura socialista, “denunciou” o que chamou de operação internacional contra a Venezuela. Repudiou as sanções impostas pelos Estados Unidos e declarou solidariedade ao ditador Nicolás Maduro.
Com o maior cinismo do mundo, o Ministério de Relações Exteriores de Cuba acusou o governo dos EUA de impor a ditadura socialista instaurada na Venezuela sanções “que violam o Direito Internacional”.
Para o governo ditador cubano, os EUA estão dirigindo uma operação internacional, com apoio do secretario-geral da Organização dos Estados Americanos, Luis Almagro, e o objetivo seria “silenciar a voz do povo venezuelano”.
“Conhecemos bem todas essas práticas intervencionistas. Eles acreditam que assim conseguirão fazer com que o povo se submeta a uma oposição marionete, que eles mesmos financiaram e que agora promete fazer o país explodir”, declarou o governo de Cuba.
E finalizaram com declarações de que “os que pretendem derrubar a Revolução Bolivariana e Chavista por vias inconstitucionais, violentas e golpistas assumirão uma séria responsabilidade perante a história”.
Uma ditadura defendendo a outra.
Anúncios

Um comentário sobre “Cuba faz narrativa de “conspiração mundial” para defender ditadura de Maduro

  1. Esse “camarada, cumpañero, seja lá que porcaria o apelidem tem que ser trancafiado com camisa de força, alimentado a pão e água, mas na mesma proporção que ele deixou para seus próprios conterrâneos, asdim como o nosso ” orgulhoso anarfa”.

Deixe uma resposta