Argentina espera há mais de um mês aval do Brasil para investigar propina paga pela Odebrecht

Segundo matéria do Blog do Noblat, a Odebrecht estaria dando “sorte” na decisão do Brasil de demorar para dar o aval à Argentina para investigar propina paga pela empresa.

A matéria diz: “Com dificuldades internas para apurar o pagamento de propina pela Odebrecht, a Argentina aguarda há mais de um mês o aval do Brasil para montar a equipe conjunta que investigará os fatos narrados pelos delatores da construtora. No ano passado, executivos da empresa disseram a autoridades americanas terem pago propina de US$ 35 milhões a agentes públicos argentinos, entre 2007 e 2014, para obter três obras de infraestrutura que renderam à Odebrecht US$ 278 milhões em faturamento”.

Ocorre que daí em diante as investigações internas passaram a patinar, “principalmente pela falta de uma lei que permita à empresa celebrar acordos de leniência, como no Brasil, em que executivos confessam os crimes, apresentam provas do envolvimento de autoridades e devolvem o dinheiro desviado dos cofres públicos. A Odebrecht já ofereceu o acordo à Argentina”.

Pessoal, dá para agilizar isso, por favor? Já que no Brasil não existe punição adequada, quem sabe os outros países possam fazer o serviço pela gente, não?

Anúncios

Deixe uma resposta