Janot vibrou ao lado de Bendine com repatriação de R$ 157 milhões de Barusco: “Petrobras no rumo certo”

Aldemir Bendine vibrou com a restituição de R$157 milhões à Petrobras. Isso ocorreu três meses depois dele ter assumido a presidência da estatal. Parte do dinheiro havia sido desviado pelo ex-gerente de Engenharia Pedro Barusco. Na época Bandine declarou que aquele dia [o da restituição] era a prova de que a empresa estava no “caminho certo”.

A cerimônia da entrega “simbólica” do valor restituído aconteceu em maio de 2015, e foi na sede da Procuradoria Geral da República. Rodrigo Janot, procurador-geral, e Deltan Dallagnol estiveram presentes.

Nesta quinta-feira, Bandine foi preso durante a 42ª fase da Operação Lava Jato. Ele é acusado de receber R$3 milhões em propina da Odebrecht.

Fonte: Jornal O Globo

Anúncios

Deixe uma resposta