Bendine ajudou Val Marchiori a comprar Porsche

Sob a presidência de Aldemir Bendine, preso na manhã desta quinta (27) pela Operação Lava Jato, o Banco do Brasil transformou caminhões em um carro de luxo.

Com a ajuda do banco, a socialite e apresentadora de TV Val Marchiori conseguiu financiar seu Porsche Cayenne S, modelo 2014, com que ela circulava pelas ruas dos Jardins paulistanos.

Nesta quinta, ao comentar a prisão, Val chamou de “notícias falsas” as informações sobre ter sido beneficiada pelo ex-presidente do BB e disse que as acusações são levianas.

Em 2015, a Folha revelou que a instituição driblou regras internas para financiar à socialite R$ 2,79 milhões, subsidiados pelo governo a juros de 4% ao ano. O financiamento integrava uma linha de crédito para caminhões, e destinava-se à Torke Empreendimentos, transportadora registrada em nome da socialite.

Val foi acusada de fraude pelo Ministério Público Federal em 2016. A procuradora Karen Kahn sustentou que ela alterou o objeto social da Torke ao incluir no objeto social da transportadora que a empresa trabalhava com produtos perigosos.

Segundo a denúncia, a manobra serviu para atender a uma exigência da instituição financeira e, assim, conseguir a liberação do empréstimo, com recursos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Marchiori tinha restrição de crédito por não ter pago empréstimo anterior ao BB e também não apresentava capacidade financeira para obter o financiamento -parte dele, usado para a compra do Porsche.

A informação é da Folha de São Paulo.

Anúncios

Deixe uma resposta