Luis Fonsi e Daddy Yankee condenam a versão de Maduro de ‘Despacito’

Os artistas porto-riquenhos Luis Fonsi e Daddy Yankee condenaram nesta segunda-feira o uso “ilegal” e “nefasto” pelo presidente venezuelano, Nicolás Maduro, de seu sucesso mundial “Despacito” para promover seu projeto de Assembleia Constituinte.

“Você se apropriar ilegalmente de uma canção (Despacito), não se compara com o crime que você comete e cometeu na Venezuela”, escreveu Daddy Yankee em sua conta do Instagram, dirigindo-se diretamente a Maduro.

“O seu regime ditatorial é uma piada, não só para meus irmãos venezuelanos, mas para o mundo inteiro. Com esse nefasto plano de marketing, você só continuará evidenciando seu ideal fascista”, acrescentou o cantor.

Ele se referiu a uma versão lançada por Maduro no último domingo, em que utiliza a música de “Despacito” para promover as eleições de sua controversa Assembleia Constituinte.

As informações são da Istoé.

Anúncios

Deixe uma resposta