“O que se vê é um caos em relação à saúde”, diz secretário do Conselho Federal de Medicina

Ricardo Barros, ministro da saúde, declarou no dia 13 de julho o seguinte:  “vamos parar de fingir que pagamos médico, e o médico vai parar de fingir que trabalha”. A declaração causou revolta entre os médicos, e nesta quarta-feira (19), o Conselho Federal de Medicina indicou que um em cada quatro postos de saúde apresenta mais de 50 problemas de estrutura, reforçando a revolta dos profissionais da área.

O primeiro secretário do Conselho Federal de Medicina (CFM), Hermann von Tiesenhausen, comentou a situação. Confira:

 

Fonte; Jovem Pan

Anúncios

Deixe uma resposta