É piada ou não é? Extrema esquerda fará um “tribunal internacional popular” para julgar Sérgio Moro

O Blog do Esmael, petista assumido que faz inveja à Carta Capital, publicou uma coisa que é, ao mesmo tempo, uma tragédia e uma comédia.

Segundo o blogueiro, extremo-esquerdistas formarão um “Tribunal Internacional Popular”, na cidade de Curitiba, para levar Sério Moro a julgamento. Aliás, é melhor deixar esta parte nas palavras do próprio blogueiro:

“O juiz Sérgio Moro, da lava jato, vai a julgamento em inédito Tribunal Internacional Popular no próximo dia 11 de agosto.O Tribunal Internacional Popular será realizado em Curitiba porque a cidade sedia a força-tarefa comandada pelo juiz parcial.A data escolhida, Dia do Advogado, simboliza a reação dos profissionais ao magistrado que age contra o Estado Democrático de Direito, partidariza sentenças, usa o lawfare contra o “inimigo” e institui o Estado Midiático Penal.”

Há, depois, outra passagem ainda mais absurda:

“Com o lema “A lava jato no banco dos réus, o Povo é o Juiz”, o Tribunal Internacional Popular tem como logomarca oficial uma fotografia estilizada de um ‘sorridente’ Moro ao lado do ‘feliz’ senador tucano Aécio Neves. O Tribunal Internacional Popular é uma iniciativa dos coletivos “Advogadas e Advogados Pela Democracia” e “Frente Brasil de Juristas Pela Democracia”.”

Via de regra, quase sempre que nos deparamos com alguma associação ou entidade cujo nome termine em “pela democracia”, podemos ter a certeza de que não é, definitivamente, pela democracia. Aliás, é quase sempre ao contrário. Se dizem que lutam pela democracia é porque provavelmente apoiam a ditadura cubana e Nicolás Maduro.

 

Anúncios

11 comentários sobre “É piada ou não é? Extrema esquerda fará um “tribunal internacional popular” para julgar Sérgio Moro

  1. Pera aí, , querem internacionalizar a burrice da esquerda brasileira, Povo Brasileiros, batam palmas para os imbecis, afinal assumiram sua estupidez.

  2. Tá, mas e daí???? O Moro poderá apelar em liberdade? Terá que esperar os desembargadores darem a martelada final? Ou esse povo gosta mesmo é de passar vergonha? Mais uma dúvida, por que é “internacional” se é formado por nacionais “Advogadas e Advogados Pela Democracia” e “Frente Brasil de Juristas Pela Democracia”?
    Sabe, gosto muito de uma piadinha que conta um “causo” de um “cumpadi” bom de prosa que chega num boteco e quer puxar conversa, mas é rispidamente interrompido pelo dono, alegando que ali era proibido falar de política, religião e futebol e o “cumpade” então interpela se era proibido falar de sexo, no que o “botequeiro” responde que de sexo era permitido. Foi quando o “cumpade” toma seu último gole da pinguinha que havia pedido e responde com muita tranquilidade:” Então vai tomar no c#.”
    Vamos conversar de sexo com esse povo todo aí e pronto. Aposto que vão ficar satisfeitíssimos!

    1. Como dizem os jovens: “você mitou” no seu alerta. Acho até que Curitiba nem tem tanta alfafa assim para alimenta-los. Não é o prato preferido da maioria do povo curitibano.

  3. 1) Esquerdista latino-americano tem a mania de realizar tribunais de exceção para “julgar” inimigos.
    Na verdade, o “acusado” – no caso, o juiz Moro – já foi condenado sumariamente pelo Tribunal de Inquisição Bolivariano, sem direito a centenas de advogados chicaneiros, como tem o Lulão.
    O “tribunal popular” – uma encenação mal copiada do teatro do absurdo de Samuel Beckett – tem o único objetivo de mostrar uma “narrativa” que será divulgada nas redes anti-sociais esquerdistas.
    Não será o Tribunal de Nuremberg: está mais para o tribunal de criminosos que “julgam” M, o Vampiro de Dusseldorf, ou os tribunais realizados em Cuba que levavam os condenados ao “paredón”.
    2) As atuações e encenações de petistas e ultraesquerdistas são ridículas e ao mesmo tempo divertidas porque são malucas e “nonsense”: fogem daquilo que se espera de pessoas normais e adultas.
    Além da farofada da dona Gleisi e comadres chupetinhas na mesa do presidente do Senado, esse prometido “tribunal” mostra o estágio civilizacional e mental em que se encontram petistas e ultraesquerdistas: toscos e com cérebro de minhoca, como Groo, o Bárbaro; psicopatas impiedosos, como o Hannibal Maduro.

  4. São patéticos! Internacional? Como assim ? Qual o “ser” de outro pais terá coragem de vir aqui para esta pataquada?Meu Deus , eles não cansam de passar vergonha…

  5. Desculpem, é uma proposta tão chocante que nem sei por onde poderia começar um comentário. Chego à conclusão que meu nível intelectual de raciocínio e interpretação é tão ridículo, que não me permite alcançar um mínimo do alto nível intelectual de tais mentes geniais. E olhem que minha opinião não coincide com a do grande líder político carismático, matador da fome dos menos favorecidos, que “reu (rsrsrs) confesso” se orgulha e vangloria de dizer que “LER É UMA CHATISSE)”.

Deixe uma resposta