Molon deixou PT e se filiou à Rede muito depois do início da Lava Jato

O deputado Alessandro Molon, que se vangloriar por ter “deixado o PT” e que jura ser diferente de tudo o que o partido defende e faz, na realidade é apenas mais um entre muitos que abandonaram o barco apenas para salvar a própria pele.

É verdade, sim, que Molon largou o PT, mas ele só fez isso em setembro de 2015. Ou seja, ele saiu do partido muito tempo após o início da Operação Lava-Jato. Além disso, passou quase duas décadas filiado ao partido, chegando a permanecer nele até 10 anos após o escândalo do Mensalão.

Como se tudo isso não bastasse, o deputado saiu do PT para a REDE, partido de Marina, um dos principais defensores do PT no Congresso e que atuou firmemente contra o impeachment de Dilma Rousseff.

Anúncios

Deixe uma resposta