Emir Sader mete o pé na jaca e diz que a solução para a crise política do Brasil é o lulismo. Heinnn?!

Para o Brasi247, o analista político Emir Sader resolveu radicalizar na zoeira ao propor que a solução para a crise política do Brasil é o “lulismo”.

Num dos textos mais delirantes dos últimos tempos, ele afirma: “A comoção gerada pela pífia e partidária sentença contra Lula revela a dimensão que o projeto histórico representando pelo ex-presidente brasileiro tem para o país. O rato colocou em movimento uma montanha. Quem proferiu a sentença não tinha ideia do que colocava em movimento e nem das consequências políticas de suas aberrações jurídicas”.

O problema é que em uma nova pesquisa do Paraná Pesquisas 65,5% dos brasileiros disseram que a pena aplicada por Sérgio Moro é justa. É claro que a sentença gerou comoção nos petistas, mas euforia no restante do Brasil.

Sader também diz que “o governo, Lula se deu conta de que o equilíbrio das contas públicas era condição da prioridade do social”. Mas foi exatamente o lulismo que quebrou as contas do Brasil em nome de um projeto totalitário de poder. O resultado do lulismo é este: 14 milhões de desempregados.

É de se questionar se Emir Sader postou isso sóbrio.

Anúncios

3 comentários sobre “Emir Sader mete o pé na jaca e diz que a solução para a crise política do Brasil é o lulismo. Heinnn?!

  1. EMIR SADER….velho filho da puta…pseudo/intelectual que viveu 14 anos pendurado nas tetas do dinheiro público e ganhando gordas verbas estatais ! DESGRAÇADO que morra de fome e vá morar em Cuba !

  2. 1) O lulismo é a versão maléfica e satânica do getulismo, ademarismo, janismo e outros “ismos” que contaminaram o Brasil.
    Na verdade, o lulismo é a versão bananesca sindicateira do fascismo e stalinismo, baseado na manipulação ideológica, doutrinação cultural e educacional (lavagem cerebral dos zumbis teens), voto de cabresto (Bolsa Família; cotas raciais, sociais e sexuais; abonos e isenções fiscais milionárias; salários monstruosos do funcionalismo público federal), censura e perseguição a jornalistas e blogueiros democratas, terrorismo urbano e rural (MTST e MST), cooptação de megaempresários gananciosos e aproveitadores, criação de “narrativas” mentirosas por esquerdistas de outros países (Noam Chomsky, Oliver Stone, George Soros) e outras porcarias conhecidas.
    Enfim, o lulismo é a ideologia do famoso Zé Carioca, a caricatura do malandro brasileiro que sempre leva vantagem em tudo, passando a perna nos ingênuos e honestos.
    Quem defende o Lulão não são aqueles que desejam o Brasil melhor: são os que querem sempre levar vantagem.
    2) O Sheik Sader é um dos doutrinadores/aproveitadores da USP (obtusos como Renato Janine Ribeiro e Marilena Chauí), que ajudaram a instituir oficialmente o racismo na Universidade de São Paulo, através das cotas racistas da FUVEST.
    Como um emir que é, deve estar com saudades do salário de sheik/marajá (279 mil reais por ano) que recebia da EBC (Empresa Brasileira de Coçação).

  3. Emir no dicionário Aurélio: “Título de chefes de certas tribos ou províncias muçulmanas. Emir Sader, não confundam com o talentoso Almir Sater. Sr. Sader, ao escrever tais asneiras você tinha bebido o quê? Se foi Cerveja me faça um gentileza , informe a marca, caso seja a mesma que eu gosto, mudarei imediatamente

Deixe uma resposta