Milícia pró-PT comete crime de pichação na casa de Doria na luta para manter as tetinhas estatais

Pelo menos um miliciano foi preso durante um ato criminoso realizado na manhã deste sábado (15), na frente da casa do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). As informações são da Jovem Pan.

O miliciano foi levado pela GCM (Guarda Civil Metropolitana) ao 78º Distrito Policial (Jardins) pelo crime de dano ao patrimônio público.

Com início por volta das 10 horas, a ação terrorista se posicionou contra os pacotes de concessões e privatizações da gestão Doria. Explica-se: a extrema esquerda defende a manutenção de estatais, afim de obter boquinhas, cargos e verbas.

A narrativa dos milicianos tinha uma frase “Doria, SP não está à venda”.

 

Anúncios

Um comentário sobre “Milícia pró-PT comete crime de pichação na casa de Doria na luta para manter as tetinhas estatais

Deixe uma resposta