Juiz declara que “crise do Rio é resultado da corrupção” e dá motivos para revolta popular

Responsável pelos processos da Lava-Jato no Rio, o juiz federal Marcelo Bretas afirma que a crise financeira e o aumento da violência no Estado são resultado de governos comprometidos por anos com a corrupção.

Ele entende que a 1ª instância da Justiça tem mais condições de conduzir investigações contra autoridades do que os tribunais e defende a restrição do foro privilegiado. “O Supremo, por exemplo, julga todas as causas oriundas de toda a Justiça. Não me parece adequado que fique sobrecarregado com investigações de primeira instância”.

A informação é do Valor Econômico.

Anúncios

Deixe uma resposta